Aplicativo Animais Peçonhentos RS


Nos últimos 10 anos (2006 a 2015) foram registrados mais de 60.000 acidentes com animais peçonhentos (serpentes, aranhas, escorpiões, lagartas) no estado do Rio Grande do Sul. Em 2015, verificou-se um crescimento de 23% em relação a 2014, chegando a 8.280 casos em um único ano.

Para auxiliar na identificação desses animais e na rápida localização de soros antivenenos disponíveis, o Centro de Informação Toxicológica do Rio Grande do Sul (CIT/RS) do Governo do Estado do Rio Grande do Sul e o Programa de Telessaúde/RS do Ministério da Saúde estão disponibilizando gratuitamente um aplicativo para dispositivos móveis (smartphones e tablets).

O aplicativo (disponível para sistemas IOS e ANDROID) possui quatro áreas de informação e serviços possibilitando ao usuário:

  • Identificar os principais animais peçonhentos no Estado, disponibilizando informações sobre ocorrência, características, hábitos, principais sintomas de um acidente, alertas, grau de risco e fotos para auxiliar na identificação;
  • Obter informações sobre soros antivenenos, principais medidas de prevenção e primeiros socorros frente a um acidente;
  • Localizar o ponto de estoque de soros antiveneno e unidades de referência de atendimento mais próximo. Através da localização georreferenciada do dispositivo móvel que está sendo utilizado indica o ponto de soro mais próximo da vítima permitindo uma diminuição no tempo de atendimento e consequentemente na gravidade desses acidentes;
  • Ter acesso rápido e gratuíto ao plantão de atendimento do Centro de Informação Toxicológica do Rio Grande do Sul (24 horas/dia - 7 dias por semana). Possui um botão de ligação imediata com o plantão de urgência que está disponível para auxiliar no atendimento desses acidentes.

 

Faça o download gratuito via Google Play e App Store.

 

Centro de Informação Toxicológica

Rio Grande do Sul

Brasil - RS - Porto Alegre - CEP 90610-000

Av. Ipiranga, 5400 - Jardim Botânico

Telefone: (51) 2139-9200 - Fax: (51) 2139-9201

O CIT/RS é afiliado a Associação Brasileira de Centros de Informação e Assistência Toxicológica e Toxicologistas Clínicos - ABRACIT

Organização do Site:

Débora Daenecke e Alberto Nicolella