Fungos Tóxicos

O que são cogumelos?

Os cogumelos pertencem ao reino dos Fungos. São seres desprovidos de pigmento verde (aclorofilados) e atuam como decompositores na natureza. Apresentam estruturas de reprodução, denominadas corpos de frutificação, onde são produzidos os esporos.

Existem cogumelos comestíveis, como Agaricus bisporus (champignon-de-Paris) e cogumelos venenosos, como Amanita muscaria (amanita), Ramaria toxica (ramaria) e Psilocybe cubensis (cogumelo mágico), entre outros.

 

 

Cogumelos Tóxicos

 

 

Amanita muscaria (L.Fr.) Hook

Nome popular: amanita, mata-boi, frade-de-sapo
Corpo de frutificação: forma de chapéu, vermelho com manchas brancas (associado a Pinus)
Toxinas: amatoxinas, ácido ibotênico, muscarina, muscimol
Efeitos tóxicos: alucinógenos, neurotóxicos, gastrintestinais


Amanita muscaria

FONTE: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Amanita_muscaria_MdE_5.jpg

 

 


 

Psilocybe cubensis (Ear.) Sing.

Nome popular: cogumelo-mágico
Corpo de frutificação: forma de chapéu, cor pálea, pardo (associado a estrume)
Toxinas: psilocibina, psilocina
Efeitos tóxicos: neurotóxicos, alucinógenos, gastrintestinais


Cubensis

FONTE: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Cubensis.natural.habitat.jpg

 


 

Ramaria toxica L.S.Dominguez & R. H. Petersen

Nome popular: ramaria
Corpo de frutificação: ramificado, ereto, amarelo, aspecto de couve-flor (associado a eucalipto)
Toxinas: emodina
Efeitos tóxicos: gastrintestinais, neurotóxicos


Ramaria

Foto: Rosa Mara Silveira

 


 

É muito difícil a identificação correta dos cogumelos. Somente com auxílio de especialistas se consegue diferenciar cogumelos comestíveis e venenosos.

A grande maioria dos casos de intoxicação por cogumelos são decorrentes da coleta e ingestão de exemplares, por pessoas que os confundem com cogumelos comestíveis. Outras formas de intoxicação incluem a ingestão proposital, crus, na forma de chás, sopas ou misturados a alimentos.

A intoxicação por cogumelos venenosos pode ocorrer tanto em humanos como em animais.

No período de 2005 a 2017, o CIT/RS registrou 89 casos envolvendo fungos, sendo que 34 casos tiveram como agente etiológico, o cogumelo mágico (Psilocybe cubensis) e, em 6 casos,  o agente causador foi  a amanita (Amanita muscaria).

 

 

Centro de Informação Toxicológica

Rio Grande do Sul

Brasil - RS - Porto Alegre - CEP 90610-000

Av. Ipiranga, 5400 - Jardim Botânico

Telefone: (51) 2139-9200 - Fax: (51) 2139-9201

O CIT/RS é afiliado a Associação Brasileira de Centros de Informação e Assistência Toxicológica e Toxicologistas Clínicos - ABRACIT

Organização do Site:

Débora Daenecke e Alberto Nicolella